EDIÇÃO 2011 – Romances

Gauchão de Literatura 2011

A segunda edição do Campeonato Gaúcho de Literatura inicia no dia 4 de julho de 2011. Em campo, 48 livros de narratival longa ficcional (romances ou novelas), de autores gaúchos ou radicados no Estado, disputam o título. Nesta seção do site, publicamos as sinopses de todos os livros concorrentes. Escolha o seu time e participe da torcida nas arquibancadas!

LIVROS CONCORRENTES – “TIMES”

Os 48 competidores da segunda edição do Campeonato Gaúcho de Literatura foram selecionados a partir da relação de livros de narrativa longa ficcional lançados em 2009 e 2010 e que tiveram um destaque na imprensa e entre formadores de opinião.

Os livros concorrentes em 2011 são:

1930 – Águas da revolução – Juremir Machado da Silva
(Record / 2010)

Neste romance sobre a Revolução de 1930, é a voz de um de seus soldados, Gabriel d’Ávila Flores, com 98 anos, que costura, com suas memórias, todas as outras. Lutou, viu o Estado Novo chegar, passar. A democracia voltar. Getúlio retornar ao poder e a comoção provocada por seu suicídio.

A amante do lobo – Ana Paula Fohrmann
(Libretos / 2010)

O livro apresenta os dilemas existenciais e afetivos de uma professora brasileira, independente, mestre em letras, que dá aulas em uma universidade francesa. Seu cotidiano é constituído de momentos solitários, em cenários de cidades francesas de dias frios, quando um café, flores, vinho, ópera e um bom livro fazem toda a diferença.

A anatomia de Amanda – Hilda Simões Lopes
(Juruá / 2009)

Amanda cresceu dividida entre o fascínio pela figura de duas tias fortes e a revolta pelo mundo adulto, onde via mentiras e máscaras sociais. Ela se torna uma socióloga contemplativa e questionadora da vida e das relações humanas e vai fazer doutorado em Paris. Um livro de Clarice Lispector é tema de sua tese.

A culpa é dos teus pais – Maristela Scheuer Deves
(AGE / 2010)

Uma jovem aparece assassinada em um camping. Ao lado, o bilhete: A culpa é dos teus pais. O que o assassino quer dizer com essa mensagem? É isso o que a repórter iniciante Guisela quer desvendar. Quando finalmente encontra uma pista, ela descobre que pode estar também na lista do serial killer.

A misteriosa morte de Miguela de Alcázar – Lourenço Cazarré (Bertrand Brasil / 2009)

Um repórter policial gaúcho, intimado pelo editor do jornal onde trabalha, vai até o Brasília Palace para checar a informação de que o local abrigava o Primeiro Congresso Internacional de Escritores de Histórias Policiais. Ele não só confirma o fato como também descobre que uma das ilustres convidadas havia sido assassinada.

A volta – Ítalo Ogliari
(7Letras / 2010)

O livro apresenta a história de um jovem que se encanta por Marina, uma adolescente como qualquer outra. Menos para ele. Poderia ser apenas uma paixão platônica, como tantas dessa fase, mas esse amor marca o início da sua viagem, só de ida, rumo à idade adulta.

Anjo das ondas – João Gilberto Noll
(Scipione / 2009)

Gustavo vive entre duas cidades, Londres e Rio, e entre duas idades, a infância e a vida adulta. O garoto completa quinze anos exatamente ao atravessar de volta o Atlântico. Regressar ao Brasil significa partir em busca da sonhada, embora temida, consciência de si mesmo.

Arquimedes – Athos Ronaldo Miralha da Cunha & outros
(Movimento / 2010)

Esta obra é o resultado de um encontro de amantes da literatura de James Joyce. Logo, trata-se de uma homenagem ao escritor irlandês. A trama se passa também em um 16 de junho. Muda o ano e o ambiente: sai Dublin, na Irlanda, em 1904, e entra Santa Maria, em 1978.

Aurum Domini – O ouro das Missões – Simone Saueressig
(Artes e Ofícios / 2010)

Esta é a história de Adélia e Chico. Ela é filha de comerciantes de São Leopoldo; ele é índio-mestiço, órfão, criado e educado por padres da região das Missões. Em um lugar do pampa, esquecido por Deus, o destino reúne esses dois jovens sob um amor proibido, e o desvendar de um segredo valioso.

Bolero de Ravel – Menalton Braff
(Global / 2010)

Este romance desenrola-se num drama familiar de cores negras, envolvendo uma mulher decidida e dinâmica e seu irmão que nunca foi capaz de amadurecer. O contraste de temperamentos e objetivos de vida leva ao rompimento brusco das relações e à ameaça de internamento do rapaz num manicômio.

Cisão – Lívia Sganzerla Jappe
(7Letras / 2009)

O livro traz a história de Theodoro e Inácia, um par amoroso que retrata a dicotomia existencial em todos os diálogos, monólogos, encontros e desencontros. A obra mostra um casal embrenhado em teorias e artifícios intelectuais que, no entanto, não os protegem dos desejos e emoções mais humanos.

Contestado – A guerra dos equívocos – Volume 1 – Walmor Santos
(Record / 2009)

Episódio histórico, a Guerra do Contestado – conflito armado entre a população cabocla e o poder estadual e federal nos estados do Paraná e Santa Catarina no começo do século XX – foi um dos mais importantes movimentos sociais do país. Neste primeiro volume, o autor pretende recriar o universo da época.

Correntezas – Pedro Câncio
(Libretos / 2009)

O livro constrói a história da índia Paulina e de seus filhos. Num mundo simples, intocado pela sofisticação, pelos costumes e modismos citadinos, essas personagens traçam e aceitam seus próprios percursos, avessas às convenções e às interferências de mundos externos.

Crime na Feira do Livro – Tailor Diniz
(Dublinense / 2010)

Um assassinato assusta os frequentadores da Feira do Livro de Porto Alegre. O detetive Walter Jacquet resolve investigar e segue por entre cenários culturais porto-alegrenses, envolvendo-se com personagens reais e fictícios em busca da verdade escondida nas entrelinhas e ruas da cidade.

Curva de Gauss – A sedução da matemática – Isacc Sprinz
(Movimento / 2009)

Esta é uma história de formação sobre aquela fase da vida em que é preciso abandonar o curioso olhar infantil e assumir a postura madura, marcada pela necessidade de escolhas e conclusões. O autor apresenta universos como a família, a amizade e a escola em diálogos ora profundos e atemporais, ora cotidianos e divertidos.

Desculpem, sou novo aqui – Carlos Moraes
(Record / 2009)

O livro narra as peripécias de um padre que decide largar a batina para conseguir um emprego como repórter em um grande jornal. O autor explora as dificuldades e contradições cotidianas que o personagem principal vai enfrentar para tentar se enquadrar nessa nova realidade.

Doença e cura – Fabian Balbinot
(Alcance / 2010)

Em um submundo de sombras e poder, onde os vampiros são reais, surge uma entidade desconhecida, que perambula em uma incansável busca pelo sangue eterno dos mortos-vivos, enlouquecendo-os e usando os próprios humanos como iscas para atraí-los.

Dois passos antes da esquina – Marcos Fernando Kirst
(AGE / 2009)

Ambientada numa cidade do interior do Rio Grande do Sul, a história acompanha os primeiros dias de viuvez de uma personagem que, aos poucos, descobre que o íntimo das pessoas pode conter universos a serem desbravados. O tema intimista ocorre como avaliação da própria vida.

Enchentes – Guido Kopittke
(Dublinense / 2010)

Um filho que vê na viagem dos pais a oportunidade de tomar o controle dos negócios. Uma prostituta marcada por um segredo que se entrega a uma paixão perigosa. Um bar que serve de palco para encontros, conchavos e brigas. Enchentes revela uma cidade inundada por emoções que extrapolam os limites.

Estranhos, noturnos… E amantes – Rosane Pereira
(Editoras Associadas / 2009)

Cometendo uma gafe, a psicanalista e francófila Yasmina encaminha para seu ex-amante, o músico francês Mathieu, uma mensagem trocada por eles quando ainda estavam juntos. O deslize provoca um reencontro virtual, e eles passam a recontar, juntos, sua história de amor em uma espécie de jogo da memória.

Fetiche – Carina Luft
(Dublinense / 2010)

Quando jovens aspirantes a modelo começam a aparecer mortas e seus pés, arrancados dos corpos, desaparecem, não resta mais dúvida de que não se trata de um assassino comum. Para a polícia local, não faltam suspeitos: ao menos três pessoas parecem ter o perfil e os meios.

Fora de mim – Martha Medeiros
(Objetiva / 2010)

Recém-separada de um casamento longo e pacífico, a protagonista se apaixona loucamente, embora não cegamente, por um outro homem, de personalidade conturbada, com quem vive uma intensa paixão. Consciente do mergulho, a mulher pressente que no fundo daquela relação só acabaria encontrando a escuridão da dor.

História de não acontecer – Reges Schwaab
(Modelo de Nuvem /
2010)

Em seu livro de estreia, o autor traz uma narrativa de formas breves estruturada com poética singular, que trata da solidão do indivíduo e da composição da alteridade, aproximando-se de autores contemporâneos como Alessandro Barico e Gonçalo M. Tavares.

Imortal – Anderson Santos (Editora 21 / 2009)

Uma família de antiquários há gerações esconde sob móveis manchas de ódio, de vingança e desespero. Hector, o único herdeiro vivo do sangue Szadkoski, procura o vampiro que matou sua mãe, último de um clã que o próprio Hector descobriu. Surpresas estarão no caminho que ele trilhará nas ruas de Porto Alegre e da pequena São Sebastião do Caí, ao lado de Dayanna, sua esposa e Szadkoski por opção.

Limites da sedução – Índio Vargas
(AGE / 2010)

A história real trata da complexa relação que envolve o autor e uma jovem que foi trabalhar na casa de seus pais, numa pequena cidade do interior do Rio Grande do Sul, na década de 40, durante a Segunda Guerra Mundial. Paixão, erotismo, instinto e muita aventura esperam o leitor.

Mohamed, o latoeiro – Gilberto Abrão
(Primavera Editorial / 2009)

Mohamed Ibrahim Othman é um homem com profundas contradições e dilemas, uma pessoa que traz as marcas da transição de uma sociedade rural para uma estrutura social contemporânea, globalizada. É a saga de um homem comum e a cultura árabe, as mesclas com a cultura brasileira, os sabores e condimentos.

O arcanjo inconfidente – Benhur Bortolotto
(Movimento / 2009)

Neste romance, em que história e narrativa se construíram mutuamente, interferindo uma na outra, a perspectiva dos limites do ser humano, ponto de partida do drama, não é sofrida com passividade. Mas é nos limites da consciência e da linguagem que o autor busca situar a finitude humana.

O centésimo em Roma – Max Mallmann
(Rocco / 2010)

O livro conta a história do atrapalhado centurião Desiderius Dolens, que deseja ingressar na ordem dos cavaleiros, mas não tem talento, padrinhos políticos nem o dinheiro necessário para alçar uma posição melhor que a de chefe da guarda dos urbanicianos, a ralé da polícia local.

O gato diz adeus – Michel Laub
(Companhia das Letras / 2009)

Narrado por uma atriz, um escritor, um professor universitário e uma estudante de letras, o livro refaz a história de dois casamentos – um que termina, outro que tenta começar. No acerto dos personagens com o próprio passado, revela-se o quanto de amor pode haver por trás do que aparenta ser apenas agressão, mentira e loucura.

O homem proibido – Eugênio Giovenardi
(Movimento / 2009)

O destino levara Juliano ao seminário para tornar-se sacerdote da Igreja católica. À educação recebida na infância, em família religiosa, somou-se o disciplinado exercício de orações diárias, entremeadas de estudos filosóficos, morais e teológicos.

O império bandido – Adroaldo Bauer
(Edição do Autor / 2010)

O Império bandido é um drama policial em 42 capítulos, abordando uma ordem paralela à legalidade, sustentada no tráfico de drogas. As personagens são quase pessoas que conhecemos. A criação, entanto, não pretende competir com o engenho e a arte da vida real.

O videogame do rei – Ricardo Silvestrin
(Record / 2009)

Em um reino não muito distante, administrado como se fosse um grande videogame, o rei – um ex-professor de filosofia – entra em curto, ou melhor, fica literalmente congelado, diante das muitas contradições de seu governo. E uma grande questão se impõe: a rainha deve ou não dar um comando para salvar o rei?

Os espiões – Luis Fernando Verissimo
(Objetiva / 2009)

O funcionário de uma pequena editora recebe um envelope branco. Dentro, as primeiras páginas de um livro de confissões escrito por uma certa Ariadne, que promete contar sua história com um amante secreto e depois se suicidar. Atormentado, ele decide descobrir quem é Ariadne e, se possível, salvá-la da morte anunciada.

Os famosos e os duendes da morte – Ismael Caneppele
(Iluminuras / 2010)

O livro traz os sentimentos escondidos de um adolescente que vive o conflito entre ficar e partir, pertencer e negar. Trata-se de um retrato das inquietações do adolescente atual e sua relação com a internet na eterna busca de uma identidade, onde os pixels são uma realidade e a vida real não tem fronteiras.

Os Getka – Letícia Wierzchowski
(Record / 2010)

O narrador é um escritor mergulhado nas lembranças de Lylia, a mulher por quem foi apaixonado desde a infância. Os capítulos alternam as épocas da vida do narrador, entremeando as memórias dos verões na casa azul com passagens do casamento com Isabela e o reencontro quando jovens.

Pássaros grandes não cantam – Luiz Horácio
(Global / 2010)

O autor conduz a pontos críticos de sua observação em relação ao ser humano, às fraquezas, à morbidez, ao preconceito racial, e à natureza, que é muito mais do que um elemento na trama, é uma personagem presente o tempo inteiro.

Pegasus – Sangue de dragão – Rosane Inês da Silva
(Alcance / 2009)

Primeiro livro da série Sangue de Dragão, apresenta outras dimensões, além da Terra, que abrigam seres que querem proteger a Terra, como os Anjos, os Vampiros, os Lycans e os Tatsuyas, e os que querem destruir a Terra, como os Malleus. Para que os Malleus sejam impedidos, as quatro raças terão que contar com a ajuda dos humanos.

Roubai-vos uns aos outros – Antônio Carlos Resende
(L&PM / 2009)

O protagonista está na casa dos oitenta e é um jogador compulsivo; as dívidas se acumulam, e os credores o perseguem e o ameaçam. Ao contrário da relação fria e distante que ele mantém com a ex-mulher e com os filhos, tem uma tórrida ligação com Graciana. E de repente surge Joana, que irá balançar sua vida.

Sanga Menor – Cíntia Lacroix
(Dublinense / 2009)

A cidade que dá título à obra é cenário para as agruras de Lírio Caramunhoz, um homem encarcerado na pequenez de suas próprias covardias, vítima de uma mãe excessiva e de um pai escasso. Sabendo-se alvo de zombaria e desprezo, Lírio luta por desemaranhar-se de suas fraquezas.

Sinuca embaixo d’água – Carol Bensimon
(Companhia das Letras / 2009)

Sete personagens narram um momento de luto depois que Antônia, uma garota na casa dos vinte anos, morreu num acidente de automóvel. Boa parte dos episódios transcorre no bar do Polaco. Bernardo e Camilo não são os únicos a se ocupar dessa ausência. Polaco, Helena, Gustavo, Lucas e Santiago também estão todos ligados.

Só as mulheres e as baratas sobreviverão – Claudia Tajes
(L&PM / 2009)

A fobia de Dulce são as baratas. Numa noite de sábado em que se prepara para mais um encontro, ela se depara, ao sair do banho enrolada na toalha, com uma barata descansando em cima do seu vestidinho preto básico. Dulce bate a porta do closet, e tem início uma noite como nenhuma outra.

Sob o Céu de Agosto – Gustavo Machado
(Dublinense / 2010)

A vida de Otto, pintor sem perspectivas, tem as mesmas cores do céu azul acinzentado dos dias de inverno. Quando seu dinheiro acaba, ele pede um emprego para um amigo que trabalha no governo. Atuando como instrutor no Centro Popular de Cultura, Otto se envolve com Sophia, uma de suas alunas, casada com um homem perigoso.

Suíte dama da noite – Manoela Sawitzki
(Record / 2009)

Júlia Capovilla conduziu sua vida para o momento em que reencontraria Leon. Quando o destino finalmente os reúne, ela se dá conta de que a única forma de mantê-lo é tornar-se sua amante. A partir disso, os únicos momentos de alegria de Júlia acontecem na cama, a cada crepúsculo, na suíte Dama da Noite.

Todos morrem no fim – Carlos Gerbase
(Sulina / 2010)

Duas histórias que se cruzam – um atentado sexual e um sequestro. Professores universitários, militares corruptos, um policial desiludido e um advogado em início de carreira percorrem as ruas de Porto Alegre e de Sapucaia do Sul, mesclando o mundo do crime com o imaginário político de uma época não muito distante.

Três traidores e uns outros – Marcelo Backes
(Record / 2010)

É a história de um tradutor. Tudo começa numa pequena cidade, onde vive Toz, homem que se apaixona pela primeira vez e que encara a ameaça do suicídio da mãe. É também a história do próprio narrador, que entrelaça toda sorte de paixões e obstáculos, tão presentes em seu ofício feito de palavras.

Tudo o que fizemos – Carlos André Moreira
(Leitura XXI /
2009)

Este é um livro sobre o preço do amadurecimento, sobre a compreensão tardia dos erros cometidos na adolescência, sobre as descobertas amorosas, as desilusões, os encontros e desencontros, sobre a ferida aberta que é a juventude.

Uma leve simetria – Rafael Bán Jacobsen
(Não Editora /
2009)

O livro conta a história dos adolescentes Daniel e Pedro. Os dois desenvolvem uma relação de amizade e amor que, através de desencontros e dificuldades próprias, cresce em paralelo a outra intensa amizade – a de Davi e Jonatã.

Unhas – Paulo Wainberg
(Leya / 2010)

Ele era contador, tinha uma vida tranquila de classe média, esposa e filhos, um escritório com secretária e uma rotina sem transtornos. Porém, ao deparar-se com um desconhecido na recepção de um hotel, descobriu sua verdadeira vocação – ser um exterminador de paixões proibidas.

Anúncios

2 respostas para EDIÇÃO 2011 – Romances

  1. Muito tri!. Aqui tem jogo. É gol!

  2. Pingback: Campeonato Gaúcho de Literatura (Jogo 8) – Edição 2011 « The Sun Sets

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s